sexta-feira, 23 de maio de 2008

Marionete

Ouvi um estrondo. Eu não sabia por onde ele veio, mas sabia que ele estava por perto. De repente ficou tudo escuro. Desmaiei.
Acordei num emaranhado de fios presas por todos os membros de meu corpo.
Virei um marionete.
Naquele momento, percebi que não tinha mais direito de minhas próprias escolhas; agora sou mandada por um homem de capuz negro, cuja identidade eu não conhecia.
Subi no palco. Minha visão era de pessoas se divetindo, mas eu estava vivendo em depressão profunda. Eu sabia que os aplausos não eram para mim.
"Ria! Mecha-se! Ande!"-eles me ordenavam, eu não tinha outra escolha, a não ser obedecer e prever meu fim.
Ninguém sabia o que acontecia nos bastidores. Eles me obrigavam a ser o modelo perfeito de uma pessoa. Tentei explicá-los que a perfeição não existe... Ninguém quis me ouvir.
Trancaram-me num baú antigo. Por ali fiquei dias.
"Será que eles me esqueçeram? -pensei. Não... somente deixei de ser a protagonista do show... Não sou nem ao menos uma figurante... Não sou mais nada.
Depois de muitas luas pensado na fuga perfeita descobri que não havia por onde fugir. Entrei em desespero. Enrosquei uma das linhas em meu pescoço. Não pude me matar, agora sou um mero objeto.
Ao chegar nesta conclusão, lembrei-me do tempo em que eu poderia rir e as lágrimas corriam pelo meu rosto, hoje de madeira.
Só me resta ficar trancada neste baú, esperando que alguém se lembrar daquela velha marionete que ninguém quer tem mais notícias...

7 comentários:

Jms disse...

muito legal seu blog
continue assim
e você escreve mto bem tb (se foi vc que escreveu o texto né)

se der comente em meu blog
http://jmstv.blogspot.com

Lovelace disse...

Claro que sou eu que escrevo!
gente, muitas pessoas acham que eu não escrevi meus textos, mas todos foram teclados com meus próprios dedinhos!
*_*

by LoveLace

lorena disse...

eu acredito q foi vc quem escreveu.
mania desse povo achar que não é a gente que escreve nossos textos.

putz, sensação aterrorizante essa de ser manipulado, comandado por alguém. de levar a loucura, só de imaginar.

se bem q no mundo de hj tem tanta gente vivendo q nem marionete sem se dar conta. só o que tem.

beijos

=]

roxo3 disse...

é de sua autoria? achei bunito e interesante gostaria de colocar em meu orkut! :D se premitir avisa ;)
beijoo se posivel visite;
http://gabiii3.blogspot.com/

­­  rose oon t­нe ský disse...

aii *-*
se vc esta trancada como esta escrevendo? Oo
[/taahparei]

tadinho dos cats, eu amo eles tbm /)

romildejunquera disse...

que angustia é essa com que me parece escrever teus textos?
fica calma, moça!

ViNícULa disse...

bah
isso me lembra tempos longíquos
de normalidade
maus tempos
mas tempos de muito aprendizado


gostei dos teus textos guria

bem legal mesmo