segunda-feira, 16 de junho de 2008

Lírios na Janela

Ela se cansou da vida, das pessoas, de tudo.
Ela decidiu fazer algumas coisas diferentes. Aquelas coisas que ela sempre quis fazer, mas faltou-lhe coragem.
Ela foi até o jardim de sua casa e colheu os mais belos lírios brancos que pôde ver.
Colocou-os no mais belo vaso de cristal e deixou os lírios de repouso na janela que tinha a vista para a rua.
Ela comprou pequenas velas brancas, acendeu-as e colocou-as na escada, a mesma que ela superou degrau por degrau, e mesma que tinha como destino seu fim.
Ela comprou uma pequena caixinha de madeira e guardou dentro dela as fotos do dia em que ela acreditou ser o melhor de sua vida, com aqueles sorrisos impressos no papel que será devorado pelo esquecimento e pelas traças.Ela colocou cuidadosamente a caixinha na janela, ao lado dos lírios brancos de pureza.
Ela comprou a roupa que tanto desejava e vestiu a peça assim que chegou em sua casa.Ela tirou seus sapatos que protegiam seus pequenos pés delicados e andou descalça pela calçada em direção à rua para tentar ver onde a mesma terminava.Lá ficou ela, por alguns minutos refletindo se continuaria a executar seu plano. A resposta foi sim.
Ela entrou dentro de sua casa, arrancou uma folha de um caderno qualquer e começou a escrever com a caneta azul marinho, tão azul quanto o céu que a esperava. Ela preencheu as linhas do papel com seus sentimentos, justificativas e dores.
Ela fez um envelope retangular para guardar seu simples poema dentro. Colocou-o na janela, ao lado dos lírios.
Ela sentou-se no chão do banheiro e começou a planejar seu plano de fuga mais coerente com seus sentimentos. Decidida, ela retornou a janela com os lírios brancos e começou a chorar lágrimas de despedida e soluços de desejos de uma boa viajem.
Ouviu-se um estrondo.
Ela disse adeus.

11 comentários:

Conto atômico & cômico disse...

a garota estava sem rumo.. espero que ela tenha encontrado alguma satisfação no meio disso tudo!
belo texto, muito bom mesmo...
tu escreves beem! :)

hehe!
até mais!
visite o meu blog >
http://contoatomico.blogspot.com/

falou!

Thais disse...

pena q só vc não gostou.

Letícia (?) disse...

adorei seu modo de escrever, é difícil ler textos em que conseguimos reconhecer o real sentimento da personagem. beijos!

thais disse...

ah então acho que vou me matar
colega ñ sei se reparou mas no meu blog nao tinha só aquela postagem,vc leu aquela pq quiz

Thais disse...

mais uma vez você tem razão
eu sou uma sem cultura mas tenho educação,em nenhum momento eu falei mau do seu blog,e eu estou sempre aberta a elogios e críticas.
seja feliz com seu blog e eu sei feliz com as minhas "porcarias"
abraços

Lovelace disse...

gente, esse é o cúmulo!
Uma pessoa que eu nunca falei na vida manda o link de seu blog...
eu entrei e comentei, dizendo que não havia gostado de seu texto que era mais um daqueles:" Hoje não tenho nada para escrever"
desculpa, minha opinião é essa...
agora, entrar no meu blog para reclamar é f***.
A garota começou a reclamar que eu não a tinha elogiado...
nem tudo é da maneira que a gente quer...
Que fique aqui um exemplo de total falta de educação.
;)

Giuh disse...

ela morreu? ;O
adorei o texto qw


te espero!
www.sorrisosdeplasticos.blogspot.com/

gabriel disse...

nuss!!

pera ae q eu vou me mata e jah volto!

adeus

Brendah disse...

Heey, ti vi lá na comunidade do 'blogger'.
Pois iintão. Essa história é bem "familiar" no interior de algumas pessoas que sempre estão em busca de algo inexistente bem longe de casa.

flw :]

Querido Diário Otário disse...

Muito bom seu texto, eu realmente adorei.
Você escreve bem e sabe descrever os fatos *-*
Gostei muito deu teu blog, posso te linkar ? :D
Beijos, parabéns!

rick galdino disse...

Já esta mais que linkada!!!