quinta-feira, 2 de outubro de 2008

O Mar

Ela decidiu fazer suas caminhadas matinais pela praça do centro da cidade do litoral.
Por estar sozinha, colocou seus fones de ouvido para tentar fugir da realidade.
Quando finalmente chegou a areia da praia, decidiu tirar os fones para sentir o som das ondas do mar. O som a consumiu de tal forma que ela deixou sua caminhada para outro dia, tendo assim a oportunidade de se sentar na areia e admirar o mar.
Pelos minutos que ficou ali, ela sentiu a brisa refrescante e o som calmo do mar. Eram duas coisas diferentes, porém combinavam perfeitamente.
Ela reparou que as ondas somente existem por causa do vento, sem ele, seriam apenas litros de água salgada.
Ela achou incrível como até mesmo as coisas simples dependem umas das outras.
Enfim, ela tomou conta da necessidade que tinha sas outras pessoas, então colocou de volta seus fones de ouvido e voltou para sua casa, de onde ela procurou aqueles rostos que acreditavam estarem perdidos.